Boas práticas para armazenagem e controle de estoque

Tempo de Leitura 3 Minutos
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

A sua empresa enfrenta problemas de gerenciamento e controle de estoque? Entregar seus produtos ao consumidor final no prazo e por múltiplos canais pode ser desafiador. Também pode ser um problema acompanhar de perto as muitas demandas do estoque da sua empresa e, ao mesmo tempo, monitorar o fluxo do inventário.

É por isso que toda empresa precisa adotar boas práticas a fim de melhorar o gerenciamento do seu estoque. Quer conhecê-las? Continue a leitura e descubra!

Dicas de gerenciamento e controle de estoque

1. Padronize seu estoque

A redução da variedade de classificações dos produtos em estoque é um dos principais objetivos da padronização. A padronização ajuda a otimizar as classificações, composições e práticas para atender às necessidades de gestão de estoque de cada empresa.

Por isso, busque criar uma padronização para o seu estoque. Ela irá reduzir falhas, evitar o retrabalho e aumentar a produtividade dos funcionários.

2. Armazene os produtos conforme suas características

Um controle de estoque eficiente deve armazenar as mercadorias de acordo com as suas características. Por exemplo, artigos perigosos devem ser guardados em locais com acesso controlado, assim como os itens caros. Produtos perecíveis requerem um espaço especial de armazenamento, com refrigeração.

3. Organize o espaço do armazém

O gerenciamento eficiente do estoque deve levar em conta o espaço disponível para armazenamento. Além disso, o local destinado ao estoque de mercadorias deve ser organizado de maneira inteligente, otimizando o espaço disponível.

Busque reestruturar a planta do armazém de modo a melhorar o acesso dos funcionários. Os corredores de acesso as mercadorias devem ser espaçosos e bem localizados permitindo a visualização dos produtos de ambos os lados. Também é preciso reservar espaço para máquinas ou equipamentos de transporte, caso seu uso seja necessário.

Como a oferta e a demanda dos produtos mudam continuamente, é preciso fazer constantes alterações no layout do armazenamento, modificando os planos de armazenamento para corresponder ao seu novo modelo de negócios.

4. Cuidado com a conservação das mercadorias e insumos

O controle de estoque também deve prever a conservação das mercadorias. Os produtos precisam ser armazenados em um espaço adequado, longe das variações de temperatura e da umidade, de acordo com as orientações do fabricante.

Logo após a descarga, é necessário verificar as condições dos produtos recebidos para conferir se o produto foi transportado de acordo as especificações necessárias para a sua conservação.

5. Estoque conforme o tamanho

Produtos pequenos devem ser estocados em locais menores enquanto os grandes devem ser armazenados em locais de dimensões maiores. Para conseguir o armazenamento ideal de produtos de tamanhos variados é importante contar com prateleiras de tamanhos diferentes e racks de altura regulável.

6. Organize por fluxo de saída e popularidade

Uma vantagem de otimizar o gerenciamento do controle de estoque da sua empresa é que esse processo permite rastrear vendas e pedidos de cada produto da empresa. Essas informações permitem melhorar de forma inteligente a organização do seu inventário. Posicione os produtos mais vendidos em um lugar que seja possível acessá-los mais facilmente, como próximo a saída.

Como esses produtos serão acessados continuamente, isso reduzirá o trabalho da equipe e a movimentação dentro do armazém.

Dessa forma, todo o gerenciamento de estoque será mais eficiente e o armazenamento e o envio serão executados com mais rapidez.

7. Organize por similaridade

Produtos recebidos juntos ou expedidos juntos, também devem ser estocados próximos. Aproximar os produtos por similaridade permite localizar mais facilmente esses produtos, diminuindo o tempo de coleta e a circulação de pessoas dentro do armazém.

8. Integridade

A integridade dos produtos em estoque garante que a empresa minimize prejuízos. Todos os produtos recebidos devem ser bem cuidados desde a recepção, passando pela estocagem e pela distribuição.

9. Tenha indicadores de desempenho

Os indicadores de desempenho (KPIs) se destinam a analisar a performance operacional do controle de estoque da empresa e identificar gargalos ou falhas no processo. Quanto mais cedo uma empresa implantar tecnologias logísticas, maiores são as chances de tomar decisões acertadas de acordo com as suas reais necessidades.

Garantir que o produto certo esteja no lugar certo, no momento certo, é fundamental para gerenciar a volatilidade da cadeia de suprimentos. Um software de gestão de estoque pode agilizar as operações, consolidando as informações de vendas e dando aos funcionários acesso a dados atuais e confiáveis do estoque da sua empresa.

Você gostou deste texto sobre boas práticas para armazenamento e controle de estoque? Aproveite a visita para assinar a nossa newsletter e não perca mais nenhum conteúdo!

Powered by Rock Convert

Não esqueça de compartilhar esse post!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no print
banner news

Siga a Mainô nas redes

Deixe um comentário

  Subscribe  
Notify of

Obrigado por se cadastrar!