Exportação é o que importa? Análise do cenário atual do Brasil

Tempo de Leitura 3 Minutos
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

A exportação é uma atividade muito importante para um país, afinal, para que ela seja desenvolvida, é necessário que a empresa qualifique sua mão de obra, busque processos mais inovadores, tenha um sistema de comunicação eficaz e aperfeiçoe seus recursos humanos. Além de tudo isso, exportar é uma boa forma de jogar o padrão dos produtos lá no alto, pois quando o produto entra no mercado internacional, precisa estar atendendo às exigências do mercado. 

Ou seja, se uma empresa deseja exportar seus produtos no ambiente globalizado, ela deve estar pronta para enfrentar a concorrência estrangeira. Isso faz com que o processo de produção ganhe um refinamento muito maior, o que, consequentemente, gera inúmeros benefícios como o aumento de renda e de oferta de emprego. Dessa forma, a exportação age em função do desenvolvimento econômico do país.

Brasil: Como está o cenário atual de exportação?

De acordo com os dados divulgados pela Secretaria de Comércio Exterior, o Brasil permaneceu com o total da corrente comercial quase inalterado. Esses dados são correspondentes ao primeiro quadrimestre do ano de 2020, ou seja, em plena crise mundial do coronavírus. Em meio à tantos desafios enfrentados economicamente, as exportações para a Ásia e China continuam sendo responsáveis por esta estabilidade nas exportações brasileiras. 

Considerando o volume de exportação do Brasil, sem levar em conta outros fatores, podemos dizer que o país tem obtido resultados positivos até agora. Dentre os produtos mais exportados pelo Brasil entre janeiro e julho de 2020, podemos destacar:

  • Soja e farelo de soja
  • Petróleo
  • Minério de Ferro
  • Açúcares e melaços
  • Carne bovina e carne de aves
  • Celulose
  • Óleos de combustíveis

O que podemos notar é que o agronegócio brasileiro é muito importante para o cenário do comércio global, o que gerou 120,8 bilhões de reais no primeiro semestre de 2020 para o país, segundo o MDIC (Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços). 

Como realizar um processo de exportação com sucesso?

Para que uma empresa tenha sucesso no seu processo de exportação, alguns fatores devem estar muito alinhados. Exportar exige um certo nível de competitividade das empresas, como já falamos anteriormente. Ou seja, alguns pontos como design, tecnologia, inovação, localização e gestão, devem ser aprimorados constantemente. 

Além disso, dominar a legislação de importação do país de destino da sua mercadoria é essencial. Isso influencia na escolha da logística adequada, da embalagem certa e do planejamento de custos da importação e comercialização. Outro ponto muito importante é a gestão de mercado. Um exportador deve sempre:

  • Estar presente nos mercados
  • Colaborar com a rede de vendas
  • Utilizar a comunicação adequada
  • Monitorar a concorrência
  • Escolher o segmento de mercado certo

Para que você tenha sucesso nessa missão, separamos 3 pontos que devem ter sua atenção na hora de exportar!

1) Busque explorar os incentivos fiscais

Você sabe o que é drawback? Este é um termo relacionado a um incentivo fiscal que pode ajudar exportadores na redução de custos. Ele serve para situações em que o exportador usa insumos vindos do exterior para produzir as suas mercadorias. Quando os insumos se enquadram em drawback, eles possuem uma isenção de tributos aduaneiros e impostos, ou seja, isso representa uma redução relevante dos custos de exportação. Por isso, é importante que você esteja sempre atento à isso, a fim de encontrar os incentivos fiscais que melhor te atenda.

2) Tenha um produto diferenciado

É muito importante conhecer o mercado para onde o seu produto está sendo enviado. Isso porque dependendo do lugar que está importando, seus produtos podem ser simplesmente mais do mesmo. Dessa forma, exportar para este país pode ser tranquilo nas primeiras vezes, mas a longo prazo, isso pode se tornar insustentável. Então, procure formas de inovar e trazer soluções e produtos que realmente façam a diferença no país importador. 

3) Faça follow-up após o embarque

Acompanhar a carga após o envio e, principalmente após a confirmação do recebimento da mercadoria é muito importante. Isso acaba sendo um diferencial de atendimento, o que torna seu processo de exportação muito mais confiável. Este procedimento ajuda a ter maior controle sobre a entrega do produto nos prazos estipulados, podendo antecipar soluções para problemas de percurso e mantendo sempre uma comunicação clara com o cliente. 

Além disso, o Follow-up ajuda a identificar pontos a melhorar no processo de exportação! Com estes pontos alinhados, exportar poderá ser uma atividade muito mais assertiva, gerando resultados relevantes para o seu negócio. 

E aí, gostou das nossas dicas? Deixa aqui nos comentários suas experiências com a exportação no Brasil!

Não esqueça de compartilhar esse post!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no print
banner news

Siga a Mainô nas redes

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Obrigado por se cadastrar!