Dicas do CEO: Prepare-se para o melhor

Tempo de Leitura 2 Minutos
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

“Prepare-se para o pior.” Quem nunca ouviu essa frase? Diante de tanto pessimismo que assolou o país nos últimos anos (e muito meu Rio de Janeiro) essa foi uma das frases mais ditas por comentaristas econômicos, consultores, experts, etc. Talvez a dica que ninguém tenha dado ainda é: “Prepare-se para o melhor!”.

Por que se preparar para o melhor é tão importante?

Vou responder essa pergunta contando uma breve história. Em 2015 recebemos o primeiro investimento anjo da Mainô. Como meu background é técnico (sou formado em Ciência da Computação na UFRJ), acreditei que bastava contratar pessoas com perfil comercial para a empresa deslanchar. Não poderia estar mais enganado.

Depois de fracassar com alguns vendedores, cheguei a conclusão que eu mesmo deveria executar e aprender todos os processos da empresa, com o intuito de defini-los primeiro antes de contratar as pessoas. Engoli vários livros de vendas e estudei técnicas de negociação. Após aprender o processo, finalmente comecei a contratar as pessoas. Dessa vez acertei.

Num segundo momento, passei para o nível de gestão direta dessas pessoas, onde tive que deixar de lado meu perfil técnico e estudar sobre gente. Sim, estudar sobre gente. Para liderar um time, você precisa gostar de gente. E gente, meu amigo, nunca é igual. Sendo assim, comecei a estudar como selecionar pessoas, liderá-las, treiná-las, retê-las e por aí vai.

Num terceiro (e último) ato, foi necessário que eu saísse da gestão direta das equipes. Foi quando assumi formalmente o cargo de CEO da Mainô. A natureza do meu trabalho mudou mais uma vez. Minha missão agora é formar gestores e líderes (que são coisas diferentes), e fazer deles agentes replicadores da cultura da Mainô.

O que me chamou atenção é que eu nunca estava 100% preparado. Sempre que a natureza do meu trabalho mudava (porque a estratégia dava certo) eu precisava ter um novo ciclo de preparação.

Por exemplo, durante toda minha trajetória empreendedora, eu me preparei para liderar um time. Estudei sobre liderança e sobre gestão. Mas quando surgiu a necessidade de formar novos líderes, eu não ainda não estava preparado. Simplesmente não sabia como fazer, achava que dar o exemplo seria suficiente.

Bom, diante desse novo desafio, não fiquei parado. Um divisor de águas foi o programa Scalarator, ministrado pela Babson Entrepreneurship College, parte do ScaleUp Rio, patrocinado pelo SEBRAE. Nele pude entender que o principal papel do CEO é lutar pela cultura da empresa. E para lutar por essa cultura, antes de formar seu exército, é preciso formar seu primeiro escalão: as lideranças.

Faça frequentemente o exercício de pensar: “e se isso der certo, quais habilidades vou precisar diante desse novo cenário?”. Certamente isso encurtará seu caminho e fará de você um empreendedor mais preparado para os desafios empresariais.

Powered by Rock Convert

Não esqueça de compartilhar esse post!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no print
banner news

Siga a Mainô nas redes

1
Deixe um comentário

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Thiago

Eduardo, aprendo consideravelmente c/ seus artigos. Poderia indicar as leituras que lhe ajudaram nessa jornada?

Obrigado por se cadastrar!