Site icon Blog Mainô

Quais são os principais custos que envolvem uma exportação?

A exportação tem como objetivo a venda de produtos, bens ou serviços entre organizações de um país e outro. É necessário cumprir uma série de burocracias e observar diferentes normas e regulamentos durante o processo.

Para algumas empresas exportar significa a sobrevivência, já para outras trata-se de uma excelente oportunidade de expansão e ampliação dos lucros.

Para que se torne viável a exportação, não basta apenas que haja compradores no exterior, mas também é essencial que se esteja atento aos custos e viabilidade da operação.

Caso contrário, um passo que deveria significar o crescimento de uma empresa pode se tornar seu maior fracasso.

Por este motivo, no conteúdo de hoje, separamos os principais custos que envolvem o processo de exportação. Ficou interessado? Então não deixe de acompanhar. 

Como exportar? 

Para exportar é preciso estar atento ao mercado internacional e que o negócio esteja dentro da legalidade. Também é necessário que a empresa esteja habilitada no Portal Siscomex, para que a Receita Federal possa acompanhar como a companhia está dentro do Comércio Internacional.

Além disso, é imprescindível conhecer todos os passos que envolvem uma exportação. A documentação é uma parte de extrema importância para que ocorra de acordo com os trâmites aduaneiros. 

Por ser um processo internacional a lista de documentos é bastante longa, mas se a sua empresa está sem nenhuma pendência fiscal, será relativamente fácil obter todos os documentos necessários sem muita dor de cabeça. Os principais documentos necessários em um processo de exportação são:

Principais custos

Após a checagem de toda a documentação, é a hora de fazer os cálculos dessas atividades. Listamos abaixo alguns dos custos relacionados, que sem a devida atenção podem impossibilitar a expansão internacional de uma empresa.

Classificação fiscal

Utilizar uma classificação incorreta além de trazer prejuízos financeiros, pode inviabilizar completamente uma exportação. 

Classificar uma válvula de retenção, como sendo uma válvula comum, já seria o suficiente para causar problemas na conclusão da transação. Falhas como essa comprometem a confiança por parte de clientes e fornecedores na sua empresa.

Transporte

Podendo ser considerada uma das etapas mais onerosas do processo, a escolha do tipo de transporte a ser utilizado deve ser feita com muita atenção. 

Precisam ser levados em consideração além dos custos, as características específicas de cada tipo de produto, como a necessidade de embalagens plásticas apropriadas, por exemplo.

Acordo entre países

Com a finalidade de minimizar os impactos financeiros das operações de exportação, alguns países firmam entre si acordos comerciais.

Desta forma estabelecem tarifas e regras diferenciadas para exportações, podendo reduzir a carga tributária em comparação às transações com países sem acordos. 

Exportar marteletes demolidores para um país signatário de acordos comerciais com o Brasil pode ser extremamente mais vantajoso do que realizar tal transação com países que não haja acordo, mesmo que nestes haja demanda.

Aduanas

Assim como cada país possui sua legislação, as normas aduaneiras diferem entre uma nação e outra.

Portanto, conhecer as normas do país para onde se está enviando sua mercadoria, assim como estar atento às mudanças das mesmas é essencial para que não haja gastos desnecessários.

Impostos

Obrigação legal e regida por legislação, o imposto é gerado após a saída da mercadoria do país, ou seja, quando o produto é despachado para seu destino. 

A alíquota varia conforme o tipo de produto e o prazo para pagamento é de 15 dias, portanto o gerenciamento das datas é vital.

Transações comerciais internacionais são complexas e exigem atenção, são diversos pontos que não devem ser negligenciados além dos citados anteriormente.

Questões políticas geralmente interferem no valor das moedas e apesar de um dólar valorizado em relação ao real parecer lucro certo à primeira vista, ao analisar o mercado mais amplamente, se percebe que as relações comerciais podem ser desestabilizadas por uma moeda muito volátil.

Antes de se tomar a decisão de explorar mercados internacionais é importante estudá-los previamente e estabelecer um plano de ação e custos para assim identificar a viabilidade dessas transações, garantindo a segurança financeira da sua empresa.

Para um cálculo do preço de exportação mais acurado possível é importante que a área comercial de sua empresa esteja alinhada com quem executa a Exportação e a Logística, pois os custos podem variar muito de um embarque para o outro. 

Planejamento e conhecimento dos custos são, sem dúvida, o que vão definir o sucesso do correto preço de exportação.

Este conteúdo foi produzido pela equipe Soluções Industriais

Sair da versão mobile