Importar produtos com o dólar alto vale a pena?

Importar produtos com o dólar alto vale a pena? O dólar em ascensão afeta as empresas de importação de maneiras diferentes. No entanto uma coisa é certa: o aumento do dólar em relação ao real torna as importações mais caras para empresas de comércio exterior.

Mas isso não significa que a sua empresa deva parar de importar. Antes de tomar qualquer decisão é preciso analisar alguns fatores: existem produtos similares no mercado nacional? É possível importar produtos com o dólar alto e ainda manter a rentabilidade? 

Para entender como é possível driblar a alta do dólar e manter uma boa margem de lucro, leia o artigo de hoje.

Compensa importar produtos com o dólar alto?

A resposta a essa pergunta não é simples. Depende de diversos fatores tais como: 

Cada um desses fatores devem ser levados em consideração para que a sua empresa decida se vale ou não importar o produto, mesmo com a alta do dólar.

Agora vamos analisar os diversos cenários e possibilidades de importação para ajudá-lo a tomar essa decisão. Confira!

Produtos com margem de lucro baixa mas similares no mercado nacional

A margem de lucro pode ser obtida subtraindo-se o preço de venda pelo custo do produto. Se for percebido que a margem de lucro é baixa, é preciso levantar o seguinte questionamento: o produto importado possui substituto nacional?

Nesse caso, importar produtos com o dólar alto não compensa, uma vez que ele será vendido por um preço mais alto do que o seu similar produzido localmente. 

Com isso é possível que os potenciais compradores optem por comprar os produtos mais baratos. Dessa forma, a importadora vende menos e perde rentabilidade. Se esse é o caso da sua empresa é melhor repensar a sua estratégia de comércio exterior e buscar um produto nacional com preço mais competitivo.

Produtos com baixa margem mas sem similar nacional

O produto que a sua empresa importa não tem concorrentes no mercado nacional? Isso significa que, caso a sua empresa suspenda a importação, esse produto faltará no mercado. Nesse caso, importar continua a valer a pena, mesmo com o dólar em alta.

Os bens de capital não produzidos no Brasil, como máquinas e equipamentos industriais, produtos de informática e telecomunicações, por exemplo, podem continuar a ser importados. Como são itens essenciais, é possível, inclusive, manter as vendas e uma boa margem de lucro mesmo com o dólar alto.

Produtos com alta margem de lucro

A sua empresa importa produtos altamente lucrativos? Encaixam-se nessa categoria os produtos importados da China que, mesmo com do dólar em alta, podem ser vendidos com lucro de até 300% no mercado nacional. São itens como brinquedos, bijuterias e artigos para papelaria.

Se esse é o caso da sua empresa, vale a pena continuar importando. Mesmo que a sua empresa passe a lucrar menos, continuará a trabalhar com uma margem de lucro significativa. 

Como você viu, é importante analisar a margem de lucro obtida com a venda do produto que a sua empresa deseja importar e verificar se esse produto tem ou não similar nacional. Somente assim será possível entender qual será o impacto da alta do dólar no produto específico importado pela sua empresa.

 

Agora você que sabe quando vale a pena importar produtos com o dólar alto. Gostaria de obter mais informações sobre comércio exterior? Deixe seu comentário!