Como ter um controle de estoque ágil, eficiente e seguro?

Toda empresa tem ciência dos setores que precisam ser geridos e controlados, garantindo o seu real funcionamento. Entre esses métodos gerenciais fundamentais para a otimização dos resultados na rotina empresarial, o gerenciamento e controle de estoque ainda representam um grande desafio. Apesar de ser uma tarefa básica e muito importante, esse controle ainda não é muito investido nas empresas e acaba sendo deixado um pouco de lado comparado aos outros setores de gerenciamento. As empresas se enganam muito em achar que o gerenciamento de estoque se limita apenas às entradas e saídas de materiais ou em apenas ter o produto em estoque para a venda. E isso pode trazer diversas consequências para a sua empresa. 

Existe uma grande dificuldade em manter uma boa gestão ou saber por onde começar esse processo. Um bom controle e gerenciamento pode beneficiar a sua empresa em vários aspectos, além de promover uma maior vantagem competitiva no mercado. O principal objetivo da gestão de estoque é não deixar haver despesas ou prejuízos com os seus produtos, garantindo um bom desempenho de todas as operações do estoque, como controlar e registrar todas as entradas e saídas, monitorar o ciclo das mercadorias em estoque, além da distribuição dessas mercadorias em armazéns e o mais importante, garantir a satisfação de seus clientes. 

Mas, como começar a ter esse gerenciamento e controle de estoque? Uma boa maneira é a automatização! Muitas empresas pecam ao não investirem em recursos tecnológicos para controle e gestão de estoque. Porém, automatizar o controle do estoque reduz significativamente os equívocos e falhas nos processos.  Com a Mainô, que é uma solução digital para esse setor, não será mais necessário realizar operações manuais defasadas. O nosso sistema ajuda a facilitar o trabalho operacional da sua empresa, além de tornar os processos mais rápidos, confiáveis, práticos e eficientes. A seguir, alguns pontos de benefícios que a Mainô traz no gerenciamento e controle de estoque.

Estoque

Além do cadastro manual completo de produto no estoque, você consegue alimentar o seu estoque diretamente pelas notas de entrada de seus fornecedores. Para facilitar ainda mais este processo, as empresas que possuem o Certificado Digital A1 contam com uma funcionalidade de “Monitoramento de NF-e Emitidas Contra o CNPJ” onde depois de localizada a nota, basta incorporar todos os produtos dela em seu estoque, fazendo os ajustes necessários e alimentando produtos já existentes também. Além dessa, outra dificuldade muito presente em distribuidoras é quando as mesmas recebem mercadorias de seus fornecedores em grandes quantidades e precisam fazer a conversão da unidade de medida. Por exemplo, se um produto veio do seu fornecedor como caixa com várias quantidades, mas você vende o seu produto para seus clientes em unidades, você conseguirá fazer a conversão da unidade de medida de CX para UN rapidamente e o sistema ainda atualiza o custo médio de cada unidade em cima do valor total da caixa.

Além da conversão da unidade de medida, você também consegue dividir produtos no estoque através da entrada de uma movimentação. Para facilitar, imagine que seu fornecedor lhe vende uma caixa de blusas, mas nessa caixa você tem blusas de cores diferentes. Como que você alimenta o seu estoque da maneira correta? Com a Mainô você consegue dividi-lo de acordo com as quantidades de cada cor, assim os produtos ficam separados no estoque, prontos para as vendas, para o controle e, se precisar, você ainda pode agrupar produtos iguais em seu estoque. 

Relatórios de gerenciamento

Com o relatório de movimentações de estoque é possível fazer um gerenciamento das entradas e saídas de cada produto, permitindo acompanhar melhor as necessidades do mercado e as diversas demandas durante todo o ano. Afinal, toda empresa tem picos de demandas e com o relatório de movimentações por período você consegue prever  isso facilmente. Além disso, você conta também com os relatórios de posição de estoque onde você consegue saber o saldo do seu estoque em um determinado dia e o relatório de produtos mais vendidos, que te ajuda a entender as demandas relacionadas a cada produto. Um plus do Sistema Mainô é o Relatório de Quantidade Crítica e Mínima de Produtos em Estoque. Com ele você recebe um e-mail de aviso toda vez que um produto chega em uma quantidade crítica ou mínima no seu estoque, isso te ajuda a não deixar o seu estoque zerar e consequentemente não atender as demandas de seus clientes. 

Controle do custo médio de entrada dos produtos em estoque

Outro ponto muito importante é ter o controle do custo de aquisição de cada produto no estoque. Com a Mainô você já sabe que consegue alimentar o seu estoque com as notas dos seus fornecedores. Mas, você sabia que, dependendo do regime da empresa, o custo dos impostos já são acrescidos automaticamente no valor de entrada do seu produtos no estoque? E tem mais, o nosso sistema ainda calcula o preço médio de entrada do produto no estoque, que é o resultado da soma dos valores dos produtos antigos com os valores dos produtos novos dividida pela quantidade total de itens disponíveis no estoque. Isso te ajuda a saber quanto realmente gasta na aquisição de cada produto, sem precisar de cálculos confusos e assim encontrar o valor adequado de venda do seu produto, que pode até ser feito em massa em cima de um fator.

Planejamento de produção

Muito importante também para empresas que dependem do seu estoque para produção é o controle através do planejamento de produção. É preciso que se mantenha um bom estoque de matéria prima, por exemplo, para poder garantir a continuação do processo de produção. Com o planejamento de produção da Mainô você consegue informar a quantidade planejada e a quantidade executada de cada produto na produção.

Notas de transferências e armazenagem

Empresas que possuem matriz e filial costumam fazer muitas notas de transferência entre empresas e notas de armazenagem. Com a Mainô você consegue fazer automaticamente uma nota de transferência ou uma nota para o seu armazém em cima de uma nota de entrada do seu fornecedor. Além disso, você poderá deixar as parametrizações de impostos pré definidas para esses tipos de notas. 

 

Gostou do artigo? Deixe o seu comentário! 

Planejamento e Controle de Produção: 3 etapas para implantar

O Planejamento e Controle de Produção (PCP) é uma ferramenta gerencial que analisa o uso de matérias-primas, estoque e maquinário de forma a otimizar a produção da seu empresa. Esse controle permite a tomada de decisões baseadas em dados, no momento certo e no lugar exato, para atingir a máxima eficiência. Continue reading “Planejamento e Controle de Produção: 3 etapas para implantar”

4 dicas para um bom planejamento e controle de produção

Implementar um bom planejamento e controle de produção é fundamental para o sucesso financeiro de qualquer empresa. Principalmente para aquelas que precisam lidar com inúmeros funcionários, produtos, estoques e equipamentos.

É preciso ficar atento a uma série de fatores que impactam diretamente na lucratividade da empresa. Focar nessas quatro áreas manterá seus negócios funcionando, tanto em tempos de vacas magras, como em tempos de vacas gordas:

  • monitoramento de custos;
  • monitoramento de preço;
  • controle de estoque;
  • redução de custos.

Vamos discutir cada uma dessas áreas em detalhes. Confira!

4 dicas para um bom planejamento e controle de produção

Dica 1: Redução de custos

Por mais que a uma empresa deseje manter seus custos reduzidos, pode ser difícil fazer isso realmente acontecer. A Nutty Guys, empresa americana que produz e distribui frutas secas e doces, é citada frequentemente como exemplo de empresa focada na redução de custos.

Para se manter competitiva a empresa pesquisa constantemente o preço de matérias-primas de diferentes fornecedores, mantém suas máquinas bem conservadas, deixa de produzir produtos que têm pouca saída e foca em táticas de venda que agregam valor a seus clientes. Raramente algum produto do catálogo da empresa fica estocado por mais de uma semana.

Combinando produtos de alto giro com um estoque eficiente, que conta com milhares de porta-paletes refrigerados, a Nutty Guys oferece produtos sempre frescos e atrativos para seus milhares de consumidores. Boas práticas que podem (e devem) ser seguidas pela sua empresa.

Dica 2: Monitoramento de custos

Definir o custo dos seus produtos leva em conta diferentes fatores, como mão de obra, maquinário e insumos, para citar alguns. O custo de um produto deve ser baixo, para que a sua empresa opere com lucro.

Ao monitorar os custos é possível identificar áreas da produção que precisam ser melhoradas. Por exemplo, caso a sua empresa gaste muito com mão de obra, talvez seja a hora de automatizar processos, o que permitirá reduzir o número de funcionários ligados diretamente à produção.

Além disso, é preciso observar se há desperdício de material na linha de produção e, caso haja, tomar medidas para eliminar esse desperdício.

Há muitas maneiras fazer um monitoramento de custos eficiente. Quanto mais informações sobre o seu processo produtivo você tiver, mais lucrativo e menos custos demandará.

Dica 3: Controle de estoque

Um bom planejamento e controle de produção exige um perfeito controle de estoque. Nem sempre é fácil controlar o estoque da sua empresa de maneira adequada, principalmente se ela está crescendo rapidamente.

Quais produtos precisam ser reordenados? Quais estão em falta? Quais precisam ser comprados com urgência? Estes e muitos outros detalhes importantes não poderão ser respondidos com precisão sem um sistema adequado de rastreamento de estoque.

Existem várias soluções de rastreamento de estoque disponíveis e todos possuem recursos úteis, como ordens de serviço automáticas, listas dos produtos em estoque e em falta e o rastreamento dos produtos em estoque. Estas são ferramentas essenciais para controlar o seu estoque de maneira rápida e eficiente.

Dica 4: Monitoramento de vendas

O perfeito planejamento e controle de produção exige um monitoramento de vendas eficaz.

A sua empresa precisa monitorar a tendência do mercado consumidor para não ser pega de surpresa quando ocorrerem mudanças na demanda. Todo produto tem um ciclo de vida e uma sazonalidade que a sua empresa precisa conhecer.

Prestar atenção na tendência do mercado permitirá planejar a sua produção e o seu estoque em diferentes momentos, de modo a atender o seu mercado consumidor. Esse planejamento permite alavancar as vendas e reduzir custos.

Controlar custos, definir preços de venda adequados, gerenciar o estoque com prudência e analisar as tendências de vendas, permitirá que a sua empresa cresça de maneira sustentável e obtenha vantagem competitiva.

Gostou do nosso artigo sobre planejamento e controle de produção? Deixe o seu comentário e participe da conversa!

O que é PCP e qual a sua importância?

Deseja descobrir o que é PCP e qual a sua importância para a indústria? Como você sabe, a indústria manufatureira deve usar ferramentas que garantam a eficiência da produção. Produtos de qualidade e a redução de custos operacionais garantem vantagem competitiva e permitem que as organizações se mantenham relevantes no mercado.

Além disso, investir no planejamento da produção reduz erros e diminui o desperdício de materiais, tornando sua empresa mais enxuta. O PCP visa promover a qualidade da indústria por meio de planejamento e organização. Gostaria de saber mais sobre o que é PCP?

Neste artigo, você vai descobrir o que é PCP e qual a sua importância para a sua empresa. Confira!

O que é PCP?

A melhor maneira de garantir a qualidade da produção e reduzir custos é estudando todo o seu funcionamento. O Planejamento e Controle de Produção, também conhecido pela sigla PCP, é uma ferramenta que permite gerenciar uma empresa como um todo. Isso graças às informações extraídas de diferentes setores e da implantação de correções e melhorias constantes.

Por exemplo, quando uma empresa precisa vender mais, entender o ritmo da produção é fundamental para garantir que os produtos que serão vendidos estejam finalizados no prazo.

Porém, ao controlar apenas um setor da empresa, pode faltar matéria-prima, o que gerará queda na produção. O PCP propõe uma visão integrada entre diferentes setores da empresa, garantindo o bom funcionamento, de modo que uma área trabalhe integrada com todas as outras.

Maior qualidade da produção

A qualidade de um produto impacta diretamente a satisfação do cliente, na reputação da marca e no lucro final. Se os clientes comprarem produtos defeituosos ou de qualidade inferior, as empresas perderão sua base de clientes e sua capacidade de gerar receita.

O PCP permite planejar o que será feito e quanto tempo será gasto para realizar cada tarefa. Além disso, a ferramenta deve organizar os recursos necessários para realizar cada trabalho.

O PCP também permite que uma empresa detecte as falhas e os defeitos de um produto antes que ele chegue ao consumidor final. Essa análise possibilita identificar os erros do processo de produção que, uma vez corrigidos, propiciam a melhoria de todo o processo de produção.

É importante observar que produtos de qualidade são a maneira mais eficaz de uma empresa conseguir um lugar de destaque no mercado.

Melhor controle de produção

Retrabalho e falhas humanas são alguns dos erros gerados em uma indústria. Identificar esses erros e corrigi-los é um desafio constante para muitas empresas.

O PCP deve incorporar técnicas e princípios que garantam a qualidade e erradiquem as deficiências do processo de fabricação. Implementado de maneira adequada, o PCP é capaz de melhorar o processo produtivo e torná-lo mais rápido e eficiente.

Custos operacionais mais baixos

Outra grande vantagem do PCP é que ele permite a uma empresa eliminar os custos associados a operações inúteis ou ineficientes.

Os custos indiretos determinam a capacidade de uma empresa em ser competitiva no mercado. Ao eliminar o desperdício de matérias-primas e gerenciar melhor seu estoque, as empresas podem aumentar sua participação no mercado e aumentar seu o lucro líquido.

Melhor tomada de decisão

Sem informações precisas, é difícil para uma empresa direcionar seu pessoal para onde ele é realmente necessário e monitorar de maneira eficaz a sua linha de produção.

Ferramentas de qualidade, como gráficos de controle, permitem identificar variações no processo a partir de deficiências ou irregularidades. Variações de qualidade geralmente ocorrem devido a equipamentos defeituosos, procedimentos ineficazes ou erros humanos.

O PCP possibilita identificar as deficiências do processo, permitindo que a sua empresa tome decisões mais acertadas, baseadas em dados concretos. E isso garante o bom funcionamento de todas as áreas da empresa.

Como ter um bom desempenho com o PCP?

Para um bom desempenho é necessário ter um bom sistema para controlar, monitorar e finalizar as operações relacionadas a área, pois os custos das matérias-primas devem compor o custo final do produto acabado. Além de ter baixa sistêmica para controle de estoque, deve ter os controles de quantidade utilizada na produção e os status, para que assim seja feita uma boa gestão.

Este artigo foi útil para você? Deixe o seu comentário!