Dicas do CEO: 7 dicas para delegar tarefas

Tempo de Leitura 2 Minutos
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Olá! Conforme prometido, estou por aqui novamente, quarta-feira, publicando mais uma dica de gestor para gestor. Hoje gostaria de falar sobre algo que muitos donos de empresa têm grande dificuldade: delegar tarefas.

Seja devido a um perfil centralizador, por desconfiança, ou mesmo por não saber como fazer, é muito comum encontrar empresários que se tornam gargalo do próprio negócio. Os sintomas de uma empresa com um gestor centralizador geralmente são:

  • Empresa executando tarefas com pouco ou nenhum planejamento;
  • Dono executando muitas tarefas operacionais;
  • Funcionários sem confiança, que fazem muitas perguntas ao dono ou gestor;
  • Empresa com baixo grau de inovação devido a pouca tolerância ao erro;
  • Cultura do “manda quem pode, obedece quem tem juízo”.

Se reconhecer como um gestor centralizador pode ser doloroso, mas é fundamental compreender o prejuízo que isso causa para o negócio. Para isso é preciso entender o conceito de escalabilidade de um negócio. Escalabilidade é a capacidade que um negócio possui de crescer. Um negócio escalável geralmente atrai investidores interessados em multiplicar seu patrimônio e dispostos a correr riscos por ganhos maiores que o do mercado.

Na Mainô já precisei lidar com investidores em diversas situações e sei quanto eles valorizam a escalabilidade do negócio. Como ainda não inventaram (até o momento que escrevi esse texto) uma forma de duplicar pessoas, quando a empresa é dependente do dono para executar tarefas operacionais, fica impossível escalar a operação, pois simplesmente ninguém consegue fazer o trabalho da mesma forma, com a mesma qualidade e rapidez. E isso é péssimo para o negócio.

Para ajudar você a delegar tarefas da maneira correta, aqui vão 7 dicas que aplico no meu dia a dia.

1) A autoconfiança dos funcionários começa a partir do dono da empresa. Alinhe numa conversa se a pessoa se sente capaz de fazê-la e mostre que você tem total confiança nela.

2) Delegue desafios, não problemas para os melhores funcionários. Se você delegar apenas problemas para os melhores, irá desmotivá-los rapidamente.

3) Preocupe-se em explicar a importância de cada tarefa, não apenas a tarefa em si. Fornecer um propósito as tarefas é função do líder.

4) Coloque-se à disposição para ajudar, mas evite executar pela pessoa. O líder deve estar junto para remover os obstáculos, entretanto, se você executar a tarefa pela pessoa, passará a mensagem que ela é incapaz.

5) Evite impor um prazo, combine um. É muito mais simples cobrar um prazo quando a própria pessoa sugeriu.

6) Sempre anote e cobre as tarefas que você delegou (eu uso o Trello para isso), do contrário as pessoas entenderão que a tarefa não era tão importante assim. Com o tempo elas entenderão que as tarefas delegadas são realmente importantes.

7) Incentive que as pessoas utilizem ferramentas de gestão de tarefas. Eu uso o Trello, mas algumas pessoas na Mainô usam o Todoist ou Asana. O importante é utilizar alguma.

Aplicando essas dicas tenho certeza que vocês terão funcionários mais engajados, empresas mais escaláveis, além de se tornarem líderes melhores.

Espero que tenham gostado das dicas e até a próxima.

Não esqueça de compartilhar esse post!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no print
banner news

Siga a Mainô nas redes

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Obrigado por se cadastrar!