Preço na Importação: Saiba como calcular sem complicação!

Tempo de Leitura 2 Minutos
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Importar é uma atividade bastante complexa e que envolve uma série de burocracias. Além de tudo, atenção e organização são essenciais para que um comerciante lide com importações. Uma das etapas principais e mais importantes deste tipo de comercialização é o cálculo do preço final do produto. Para isso, existem alguns passos que devem ser levados em consideração e, acima de tudo, muito planejamento estratégico. 

No Brasil este planejamento precisa contar com uma margem para imprevistos, muita paciência e dedicação. Isso porque nosso país é um dos mais burocráticos quando o assunto é comércio exterior. Assim, se torna cada vez mais importante dar atenção redobrada e buscar formas de simplificar este processo para que a empresa possa projetar os lucros dos investimentos e oferecer um preço justo aos seus clientes. 

Como funciona o processo de importação?

Antes de qualquer coisa, é preciso entender bem como é o processo de importação por completo. Se sua empresa ainda não está habilitada e registrada na receita federal, você deve procurar fazer isso o mais rápido possível para importar. Esse registro é feito por meio do Radar (Ambiente de Registro e Rastreamento dos Intervenientes Aduaneiros). Após a habilitação da empresa, você precisará:

  • Acessar o Siscomex, que é o Sistema Integrado de Comércio Exterior, para centralizar as informações de importação.
  • Negociar a mercadoria e realizar o contrato com os Incoterms inclusos (International Commercial Terms)
  • Verificar o licenciamento de importação e embarque pela página do Siscomex, para realizar e validar os pedidos antes da importação.
  • Realizar o despacho aduaneiro para registrar a declaração de importação e começar a calcular o preço na importação!

Como diminuir a complicação na hora de calcular o preço na importação?

De processos longos e complicados nós já estamos cheios, não é mesmo? A meta então é simplificar os processos da melhor forma possível para que possamos colocar as energias em tarefas que realmente gerem resultados. Por isso, em parceria com o ComexBlog, lançamos uma planilha que conta com um painel de controle bastante objetivo, uma página para os itens da operação e outra página para tratar dos custos gerais destas operações. 

No painel de controle você terá informações relevantes como taxa cambial, valor da mercadoria, valor do frete, valor do seguro e valor do THC. 

Dicas importantes para usar a planilha e calcular o preço na importação: 

  • Determine qual é o custo do produto no local de embarque
  • Estabeleça todos os custos de serviços envolvendo importação
  • Considere todas as taxas e impostos na transação

Tendo isso em mente, é só usar a planilha e começar a otimizar seu tempo e recursos. Assim, sua empresa terá muito mais agilidade e eficiência nos processos, gerando maiores resultados com suas importações.

Formação de preço na importação
Formação de preço na importação

Gostou deste artigo? Continue estudando por aqui com a gente e compartilhe com algum amigo!

Não esqueça de compartilhar esse post!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no print
banner news

Siga a Mainô nas redes

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Obrigado por se cadastrar!