Incoterms: conheça os melhores termos para a Exportação

Tempo de Leitura 3 Minutos
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Quem trabalha com Comércio Exterior com certeza já ouviu falar sobre incoterms, os termos internacionais de negociação entre vendedores e compradores. Os Incoterms determinam a divisão de responsabilidades sobre os custos e os riscos inerentes ao processo de exportação/importação de bens entre diferentes países, regulando o comércio internacional. 

Os incoterms são essenciais nas operações de comércio exterior, sendo necessário que o profissional da área os conheça e saiba quais podem ser mais vantajosos para o interesse de sua empresa. Existem onze incoterms mais comuns no comércio exterior e eles variam quanto à distribuição de responsabilidades entre o exportador e o importador. 

Pensando nisso, vamos apresentar os incoterms mais vantajosos para a exportação, o incoterm mais adotado no Comércio Exterior e alguns pontos de atenção na escolha do Incoterm.

Incoterms mais vantajosos para a Exportação

É importante que, ao longo da negociação, compradores e vendedores cheguem a um acordo que seja benéfico para ambos, de forma a que novos negócios sejam realizados no futuro. No entanto, alguns incoterms são mais vantajosos para o exportador e conhecê-los é essencial para o planejamento da exportação da sua empresa. 

Os Incoterms mais vantajosos para o exportador são os dos grupos E e F:

  • EXW ( Ex Works): Nesse Incoterm a transmissão de custos e riscos passa do vendedor para o comprador após a entrega da mercadoria em local previamente combinado. Logo, todos os custos e riscos da operação recaem no importador, o que faz desse termo o mais benéfico para o exportador;
  • FCA (Free Carrier): No FCA, os custos e riscos são do exportador até o momento da entrega da mercadoria à transportadora, após a realização do desembaraço aduaneiro. O exportador arca com os custos do desembaraço e o risco do carregamento da mercadoria, caso o local de entrega combinado fique dentro de suas dependências;
  • FAS (Free Alongside Ship): Nesse Incoterm, o exportador também deve arcar com os custos do desembaraço aduaneiro. Quanto à transferência de riscos e custos, essa ocorre com a mercadoria aguardando embarque, no porto de origem combinado. 

Incoterm mais adotado no Comércio Exterior: FOB

Dentre todos os incoterms existentes, o FOB se destaca por ser muito adotado no Comércio Exterior, sendo utilizado até mesmo no cálculo de precificação de produtos a serem exportados

planilha-de-calculo-de-nf-e-importacaoPowered by Rock Convert

O FOB determina que a responsabilidade do exportador pelos custos e riscos vai até o momento em que a mercadoria é descarregada dentro do navio, no porto de origem combinado. Cabe ao exportador arcar com as responsabilidades de transporte interno e do despacho aduaneiro. No entanto, o frete e seguro internacionais já são responsabilidades do importador.

Por não precisar arcar com os custos e riscos do transporte internacional e do seguro, esse Incoterm é vantajoso para o exportador. No entanto, também se mostra favorável aos interesses do importador, uma vez que os custos e riscos do transporte no país de origem e do despacho aduaneiro são responsabilidade do vendedor. Logo, o FOB é vantajoso para ambos os lados da negociação. 

Pontos de atenção

A escolha do Incoterm deve ser guiada a partir das necessidades da sua empresa. Apesar dos incoterms listados acima serem os mais vantajosos, em termos de custos e riscos para os exportadores, nem sempre poderão ser adotados. Fatores como discrepâncias na relação oferta x demanda podem influenciar a escolha do Incoterm. 

Alguns pontos merecem sua atenção na hora de negociar o Incoterm:

  • Identifique os incoterms que mais se adequam aos interesses da sua empresa;
  • Negocie com o comprador de maneira que ambos saiam satisfeitos com a operação;
  • Preste atenção nos detalhes do Incoterm escolhido para evitar imprevistos onerosos;
  • Não seja inflexível: abrir mão de alguns benefícios pode garantir um fluxo de exportações contínuo no futuro;
  • Esteja atento às mudanças introduzidas nos incoterms 2020 (link artigo).

Ebook Incoterms 2020: O Guia Completo

Quer saber mais sobre o que são incoterms, seus grupos e as alterações introduzidas em 2020? Então baixe o nosso Guia e descubra todos os detalhes sobre essas normas internacionais!

Baixe o Ebook Incoterms 2020 gratuitamente, através deste link!

Ebook incoterms 2020Powered by Rock Convert

Não esqueça de compartilhar esse post!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram
Compartilhar no print
banner news

Siga a Mainô nas redes

Deixe um comentário

  Subscribe  
Notify of

Obrigado por se cadastrar!